Dor nas costas é sintoma de Covid-19?

Já faz mais de um ano que a pandemia do novo coronavírus vem assolando o mundo. No Brasil, mais de 500 mil pessoas já morreram em decorrência de complicações causadas pela doença. Desde então, um espirro ou leve dor de cabeça já é o suficiente para nos deixar preocupados. Mas dor nas costas é sintoma de Covid-19?

O fato é que os primeiros meses de pandemia causaram muitas dúvidas em relação a população do mundo inteiro. Por ser uma doença que vinha matando milhares de pessoas em uma velocidade avassaladora, a preocupação em relação a como se prevenir era enorme em todas as nações.

Além disso, no início, eram poucas as informações concretas referentes ao novo coronavírus de uma maneira geral. Não se sabia exatamente quais eram as principais formas de se proteger do vírus e, também, quais eram os sintomas típicos do contágio de Covid-19.

Dor nas costas é sintoma de Covid-19

Isso fez com que a população ficasse ainda mais preocupada, visto que sintomas típicos de gripe comuns podiam se confundir com as características do novo coronavírus. Algumas dúvidas relacionadas aos sintomas da doença ainda permanecem, como a própria dor nas costas, mas serão tiradas ao longo deste artigo.

Dito isso, pegue logo o seu caderno de anotações ou abra o bloco de notas do celular e venha conferir um pouco mais sobre o assunto.

Afinal de contas, dor nas costas pode ser um sintoma da Covid-19?

Desde que começou a pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas tiveram que se isolar em suas próprias residências. Mesmo isoladas, qualquer dor ou sensação um pouco fora do habitual já era motivo o suficiente para trazer aquela dúvida terrível ao pensamento: será que estou com Covid-19?

O fato é que muitos dos principais sintomas do novo coronavírus se confundem com o de outras condições ou doenças. Simples resfriados, por exemplo, por um bom tempo foram encarados como prováveis indicativos de contágio. Mas, afinal de contas, dor nas costas pode ser um sintoma da Covid-19?

Esse é um questionamento que muitas pessoas passaram a fazer, sobretudo nos primeiros meses da pandemia do novo coronavírus. Isso porque as dores nas costas passaram a ser mais frequentes em boa parte da população, que ainda não conhecia muito bem os principais sintomas da doença.

No entanto, fique tranquilo, porque dor nas costas não é um sintoma da Covid-19. Na verdade, esses incômodos na coluna estão muito mais relacionados aos nossos hábitos diários, os quais acabaram sendo diretamente afetados pela pandemia do novo coronavírus, mas não pelo vírus exatamente.

Se dor nas costas não é um sintoma da Covid-19, por que passou a ser mais frequente?

Ainda no início da pandemia, muitas pessoas passaram a acreditar que dor nas costas podia ser um sintoma de contágio da Covid-19. Isso porque essa condição se tornou mais frequente e comum entre a população, mas, como citado anteriormente, não tem nenhuma relação direta com o vírus.

Uma pesquisa online realizada no ano passado em todos os estados do Brasil mostrou que o número de pacientes com dor nas costas cresceu significativamente desde o início da pandemia. Se antes do coronavírus o percentual de pessoas com problema na coluna estava em 18,5%, em outubro de 2020 chegou a 41%.

Isso não ocorre por conta da Covid-19 em si, mas por conta dos hábitos que adotamos assim que precisamos ficar isolados em casa. Com parques, praças e academias fechadas em diversas partes do país, muitas pessoas deixaram de fazer exercícios e adotaram uma vida mais sedentária.

Da mesma forma, muitos precisaram começar a trabalhar no formato home office. No entanto, não são todas as pessoas que tinham à disposição os móveis ideais para esse modelo de trabalho, passando longas horas em posição não ergonômica. Tudo isso, no fim das contas, contribuiu para que mais pessoas sofressem de dores na coluna.

O que contribuiu para que as dores nas costas fossem mais frequentes entre a população?

Agora que você já sabe que a dor nas costas não é um sintoma da Covid-19, pode estar se perguntando: o que contribuiu para que essas dores se tornassem muito mais frequentes? Além de uma diminuição considerável na quantidade de pessoas que praticam exercícios e a dificuldade do home office, outros hábitos também contribuíram para isso.

Esse mesmo estudo mostrou um aumento considerável no número de pessoas com problemas na coluna também apontou para hábitos de rotina não muito saudáveis. Um deles foi o fato de que durante os primeiros meses da pandemia, isolados em casa, os brasileiros passaram a ficar mais de 3 horas em frente a televisão.

Além disso, houve um crescimento ainda maior em relação a quantidade de tempo que passamos em frente ao computador, tablet ou celular. Se antes da pandemia, esse tempo era de 3,8 horas por dia, agora ultrapassa as 5 horas diárias, o que mostra uma certa inoperância por parte da população.

Vale ressaltar que muitas pessoas que começaram a trabalhar de casa também passaram a ter uma jornada de trabalho mais longa. Isso, aliado ao fato de que muitos não possuíam cadeiras ou mesas ergonômicas para a atividade, contribuiu para problemas na coluna e dores nas costas de uma maneira geral.

Se dor nas costas não tem a ver com a Covid-19, quais são os sintomas da doença?

Mas, afinal de contas, se dor nas costas não tem nada a ver com a Covid-19, quais são os principais sintomas da doença? Passados mais de um ano desde o início da pandemia, toda a questão relacionada a sintomas passou a ser mais clara, e já temos indicativos mais concretos sobre as características desse vírus.

Na grande maioria das vezes, os sintomas da Covid-19 aparecem de 2 a 14 dias após o contágio com o vírus. No entanto, vale ressaltar que existem pessoas que contraem a doença e, mesmo assim, não demonstram nenhuma alteração significativa – a ponto de nem saber que estão positivadas.

De toda forma, os primeiros sintomas da Covid-19 envolvem tosse seca e persistente, febre com mais de 38ºC e, também dor de cabeça. Em muitos casos, o cansaço constante e a dor muscular generalizada, que às vezes se confunde com a dor nas costas, também aparece entre positivados.

Há ainda outros sintomas típicos da Covid-19, como é o caso da garganta inflamada e do nariz entupido e escorrendo. Essas características também são comuns em gripes simples, como já citamos anteriormente. A perda do gosto e olfato, no entanto, são sintomas mais conclusivos em relação ao vírus.

Como saber se estou com Covid-19?

De fato, a dor nas costas não é um sintoma próprio da Covid-19. No entanto, caso você venha apresentando alguma condição das citadas anteriormente, pode ser que esteja na dúvida: será que estou com coronavírus ou não? Se sim, como irei saber, afinal de contas?

O mais indicado é que, assim que apresentar esses sintomas, somados à própria falta de ar, você procure o posto de saúde mais próximo de sua residência. Feito isso, poderá ser realizado um dos tantos testes existentes e que apontam para o diagnóstico positivo ou negativo de Covid-19.

O mais conhecido é, sem sombra de dúvidas, o RT-PCR. Esse é aquele teste onde é utilizado um swab para colher materiais de análise, como secreção no nariz ou na garganta. Esse teste deve ser realizado ainda nos primeiros dias de sintoma, e irá detectar a possível presença de material genético do vírus na amostra coletada.

Relevantes

Trabalhar com dropshipping para ganhar dinheiro vale a pena?

Se você está pensando em começar a trabalhar com o modelo de negócios de dropshipping,…

Saiba como ganhar dinheiro online com a Shopee

Recentemente, a plataforma de vendas shopee anunciou um programa inovador para gerar renda e como…

7 aplicativos para ganhar dinheiro assistindo a vídeos online

Se você está buscando uma maneira eficaz de ganhar dinheiro adicional na internet, existem aplicativos…

Ainda da para ganhar dinheiro com blog em 2023?

Bem-vindo a mais uma oportunidade de aprender como ganhar dinheiro online. Hoje, vamos mostrar-lhe uma…

Como ganhar dinheiro com marketing digital

Quer saber como você pode mudar de vida esse ano ainda? Então você está no…

Nós do site Coluna Saúde sempre recomendamos a busca por um especialista médico. Nosso intuito é apenas agregar informações.

© 2022 Coluna Tech – Todos os direitos reservados.