Dores nas costas: o que pode ser, como identificar e como tratar

Atualmente, dores nas costas são muito comuns, e atingem muitas pessoas ao redor do mundo. E, por isso, é importante saber o que são essas dores, o que pode causá-las, como identificar, e como tratar. Portanto, nesse texto, você vai conhecer tudo sobre as dores nas costas.

Existem diferentes tipos e intensidades. Por mais que cada pessoa saiba o que está lhe fazendo mal, existem algumas coisas que são comuns com todos. O significado das dores geralmente é o mesmo.

Entretanto, é sempre importante buscar acompanhamento médico adequado. Sendo assim, mostraremos um direcionamento sobre essas dores, mas o ideal é procurar um profissional da saúde. Sendo assim, a seguir, você vai conferir tudo sobre dores nas costas, e seus mais variados detalhes.

O que dores na lombar podem significar?

Existem diversos fatores que podem ocasionar dor na lombar. Na maioria das vezes, essa dor não é associada com outras doenças graves. Isso porque a causa mais comum é o envelhecimento natural. Porém, apesar de ser menos frequente, existem casos em que a dor lombar é causada por problemas mais graves.

Sendo assim, é muito comum que as dores na lombar ocorrem por causas como hérnias de disco, artrose, obesidade, tumor, inflamações, pedras nos rins, entre outros. Existem alguns fatores que podem ocasionar dor lombar, como sedentarismo, tabagismo, gestação, excesso de esportes e até mesmo problemas emocionais.

Má postura

A má postura é uma das principais causas da dor lombar, ou ajuda a agravar o problema. Assim, deitar-se de forma incorreta, sentar ou realizar qualquer atividade cotidiana pode ocasionar dores nas costas. Por esse motivo, existe o aumento da população jovem com dor na lombar, por passar horas sentada na frente de um vídeo game ou computador.

Situações cotidianas, como ficar muito tempo sentado na mesma posição, podem fazer com que a dor crônica apareça antes dos 40 anos de vida. O estresse do dia a dia, tensão, rigidez do músculo, juntamente com o enfraquecimento da musculatura devido ao sedentarismo, pode causar dor aguda na região lombar. Então, ter má postura durante serviços domésticos ou exercícios físicos contribuem para agravar o problema.

O que dores na cervical podem significar?

Outro ponto comum a receber dores, é a região da coluna cervical. Entretanto, várias doenças costumam causar dores nessa importante área do corpo. Entre essas doenças, estão:

·     Torcicolo: Essa é famosa, e é a dor no músculo ao redor do pescoço;

·     Estenose cervical: Conhecida popularmente como bico de papagaio, essa é uma doença que forma osteócitos responsável por causar dor, formigamento, fraqueza e dormência;

·     Hérnia de disco cervical: Essa doença é a ruptura na parte externa do disco intervertebral. Isso acaba comprimindo uma das raízes cervicais, artrose, neoplasias, traumatismos, entre outros.

Então, é muito comum que alguma dessas doenças acima acabem causando as dores na cervical. Portanto, fique ligado nos sintomas, e procure auxílio médico assim que começar a senti-las.

O que dores na dorsal podem significar?

Além de várias patologias que ocasionam dores na lombar e cervical, existem dores mais frequentes na coluna dorsal que muitas vezes estão relacionadas a alguma doença. Na maioria das vezes, essas doenças não estão diretamente relacionadas à coluna. Confira algumas delas a seguir.

1.     Cálculo Renal

O cálculo renal, conhecido popularmente como pedra nos rins, é uma doença no trato urinário, sendo frequente em pessoas entre os 30 a 50 anos de idade. Em países grandes, pode atingir até 20% da população. Seus principais sintomas são a dor lombar, dor em um lado do rim, sangue na urina, infecção urinária, entre outros. De fato, é uma das piores dores nas costas.

2.     Pneumonia

Patologias pulmonares como a pneumonia também podem ocasionar dor nas costas, além de outros sintomas. A pneumonia é uma infecção que atinge os pulmões. Assim, seus principais sintomas são febre, falta de ar, dificuldade respiratória, dor no peito e dor nas costas. Além da pneumonia, várias outras doenças pulmonares podem acarretar dor na dorsal.

3.     Aneurisma da Aorta

O aneurisma da aorta é um problema extremamente grave e que também pode causar dor nas costas. Aneurisma significa dilatação do vaso sanguíneo, e é bem comum ocorrer na região abdominal. E, por isso, é preciso cuidado e muita atenção ao lidar com essa doença.

Isso porque essa complicação é uma das mais perigosas, e pode terminar em morte em pouco tempo caso não diagnosticada em tempo hábil. Seu principal sintoma é uma forte dor nas costas ou no abdômen, além de baixa pressão arterial e perda de consciência.

4.     Tumores

Existem alguns tipos de tumores que podem desencadear dores nas costas. Alguns deles são o mieloma múltiplo e o cancro do pâncreas. Apesar de serem doenças pouco frequentes, são exemplos de tumores que podem provocar esse sintoma.

5.     Problemas Ginecológicos

Algumas mulheres que possuem doenças de origem ginecológica, como a endometriose e inflamação pélvica que afetam os órgãos reprodutores femininos, como útero, tempos e ovários, podem apresentar dor na dorsal. A Dismenorreia, termo que se refere aos problemas menstruais, como dores, cólicas e sangramentos intensos, é uma das principais causadoras de dor nas costas.

6.     Gravidez

A dor nas costas durante a gestação é bem comum, afetando a maioria das grávidas. Isso ocorre devido ao aumento de tamanho e às alterações hormonais que envolvem a gravidez. Esse problema costuma se resolver sozinho após o parto.

7.     Outras causas

As causas apresentadas são as mais frequentes para dor dorsal, entre elas muitas outras patologias podem ser associadas às dores nas costas. Essas doenças são, entre outras, as doenças no pâncreas, fígado, estômago, coração, intestinos, vesícula biliar e nos rins.

Quais os tipos de tratamentos que existem para dores nas costas

O médico é quem deve fazer o diagnóstico e definir o tratamento para dores nas costas. Em hipótese alguma uma pessoa deve se automedicar ou seguir tratamentos alternativos, pois sem saber qual a real causa pode agravar o problema e até mesmo resultar em morte. Portanto, o primeiro passo a ser dado nesses casos, é procurar um profissional da saúde.

Entretanto, nem toda dor nas costas significa problema naquele exato lugar. Isso porque ela pode ser sintoma de alguma patologia. Então, é aconselhado procurar um médico especialista. Dessa forma, você terá o acompanhamento médico necessário, e não correrá riscos desnecessários.

Alguns tratamentos consistem em alívio sintomático. Ou seja, é indicado o uso de analgésicos e anti-inflamatórios em forma de comprimido para aliviar a dor. Em casos de dores mais intensas, é preciso usar medicamentos de forma injetável, que costumam agir mais rápido. Em outros casos, como hérnia de disco e escoliose, é preciso fazer uma intervenção cirúrgica.

Para tratar a dor em casa de forma natural, é aconselhado aplicar gelo na região por cerca de 15 minutos, de 3 a 4 vezes ao dia. Sempre utilize um pano em volta ao gelo para não acabar danificando a pele.

Porém, após o gelo ser aplicado, é importante adicionar calor para que os músculos possam relaxar. Então, você pode tomar um banho quente, ou fazer compressa de água quente no local. Essa parte é importante, para que os músculos não permaneçam tensos por conta do gelo.

Recuperação de dores nas costas

Dores nas costas como tratar

Repousar bastante é um fator importante para a recuperação, o que pode ser difícil devido ao desconforto causado pelas dores. É indicado também cessar as atividades físicas e também fazer fisioterapia, com massagem, aplicação de calor e gelo, ultrassons e eletroestimulação inclusos. Esse tratamento também serve para prevenir futuros problemas. É também indicado o uso de coletes ou órteses para a correção da postura.

Outros pacientes podem ter indicação para intervenções cirúrgicas ou minimamente invasivas, como infiltrações articulares, bloqueios nervosos ou radiofrequência. Em alguns casos, somente a cirurgia consegue resolver o problema de forma definitiva. Portanto, é preciso estar preparado para os mais variados procedimentos.

O que é hérnia de disco?

A hérnia de disco é a principal doença que causa dores nas costas. É uma lesão que ocorre frequentemente na região lombar, e pode causar sensibilidade nas coxas, perna e pé. A localização mais frequente para a doença é no disco que fica entre a quarta e quinta vértebra lombar, e no que fica entre a quinta vértebra e o sacro.

Em muitos casos, os sintomas melhoram sozinhos após três meses se forem auxiliados por profissionais clínicos e fisioterapeutas. Mesmo se o paciente se sentir bem sem tratamento, o ideal é que ele faça um programa de tratamento voltado para a funcionalidade normal da coluna e para o seu fortalecimento.

Após os primeiros sintomas de dores nas costas, os músculos que protegem a coluna vertebral começam a ficar mais fracos e atrofiados. Portanto, é preciso muito cuidado na hora de lidar com a hérnia de disco.

Essa doença não tem cura. O que pode ser feito é tratamento para melhorar a dor para que a pessoa possa ter uma vida normal. Porém, é preciso deixar claro que o tratamento não devolve a funcionalidade e nem fortalece o músculo enfraquecido pela doença. Portanto, o ideal é fazer uma atividade física em locais específicos com profissionais capacitados.

Como é a cirurgia de hérnia de disco?

A cirurgia para hérnia de disco pode ser feita de forma tradicional, onde é realizado um corte na pele do paciente, com o propósito de chegar até a coluna. Se for o caso de uma hérnia de disco na lombar, o corte é feito pela lateral. Para essa cirurgia, é utilizado anestesia geral, e os cirurgiões removem parte do disco danificado ou ele totalmente.

O propósito dessa cirurgia é conseguir unir 2 vértebras saudáveis ou substituir a danificada por um material artificial. O procedimento costuma durar cerca de duas horas. Entretanto, é claro que varia de acordo com cada caso.

Em outros casos, podem ser utilizados artrodeses de fixações ou fusões, onde são inseridos parafusos e outros materiais artificiais com o propósito de estabilizar a coluna. Somente é recomendado em casos onde o paciente apresenta desalinhamento ou perda de firmeza nas articulações, ligamentos e vértebras. Esse procedimento deve ser bastante analisado para ser indicado, pois apresenta riscos maiores, como lesão das estruturas nervosas e infecções.

O que é escoliose?

A escoliose é quando ocorre o encurtamento da coluna ocasionado por uma curvatura na lateral. Normalmente, a coluna vertebral deve ser reta e alinhada. Então, em um paciente que apresenta um quadro de escoliose, a coluna acaba fazendo um movimento curvado, seja ela em forma de “S” ou “C”. Logo, isso causa grandes problemas ao paciente.

A causa da escoliose pode ser congênita, ou seja, o paciente já nasce com ela, ou pode ser resultado de alguma mudança brusca no corpo. Entre elas, o desenvolvimento acelerado ocasionado pela puberdade, ou assimetria no tamanho das pernas, onde é compensada pelo desvio da coluna. Existe também a escoliose idiopática, cujas causas não podem ser devidamente identificadas.

Além dessa patologia causar transtornos estéticos, a escoliose traz também complicações para a saúde da pessoa. Portanto, é muito comum os pacientes de escoliose sofrerem desconforto e dores musculares. Além disso, ela também pode comprometer a função pulmonar.

Como é a cirurgia de escoliose?

A cirurgia para escoliose é o maior procedimento para correção esquelética que existe. Esse método é conhecido como artrodese da coluna, e consiste em realinhar as vértebras, fundindo os ossos para que os tornem únicos. Dessa forma, o procedimento acaba evitando a progressão do quadro clínico.

Essa cirurgia utiliza um material chamado enxerto ósseo. Os menores são colocados entre as vértebras, para que a escoliose se consolide da mesma forma que um osso quebrado. Então, são inclusas hastes de metal presas com parafusos, e arames para manter a coluna alinhada enquanto ocorre a recuperação da artrodese. Esses materiais não costumam ser removidos da coluna após o procedimento, exceto em casos específicos.

A artrodese da coluna costuma durar entre 3 e 12 horas. Entretanto, a demora na cirurgia vai depender do grau de deformidade, curvatura e do número total de vértebras que precisarão ser corrigidas durante o procedimento. Na maioria dos casos, o procedimento não costuma passar de 6 horas. E depois, as dores nas costas desaparecem.

Recuperação da artrodese da coluna

Os primeiros dias de recuperação após a cirurgia de escoliose costumam ser bastante doloridos. Portanto, é necessário utilizar medicamentos prescritos pelo médico. Assim que o paciente conseguir levantar da cama e caminhar sozinho, é concedida a alta hospitalar para terminar a recuperação em casa. Após três semanas, já é possível retornar às atividades normais, desde que estas não envolvam esforço físico.

É necessário fazer acompanhamento médico durante a recuperação, somente ele pode determinar o uso e a suspensão do uso de medicamentos. A importância disso é que os analgésicos prescritos podem causar dependência. Sendo assim, não é recomendado utilizar mais do que quatro semanas. Após um ano, já se pode retornar às atividades físicas normais.

O que é uma cirurgia minimamente invasiva?

Cirurgia minimamente invasiva é um conjunto de procedimentos que servem para tratar doenças da coluna de forma menos agressiva para o corpo. Sendo assim, elas acabam trazendo uma recuperação bem mais rápida e um retorno mais rápido à rotina.

Por possuir cortes pequenos, ou a ausência deles, ela apresenta menores riscos em relação às outras cirurgias, como o risco de sangramento e infecção. Essa técnica é indicada para doenças degenerativas, como o bico de papagaio e a hérnia de disco.

Assim, as outras doenças, como deformidades, fraturas e tumores podem ser tratados tanto de maneira convencional como com técnicas minimamente invasivas. Entretanto, o principal alvo para essa técnica são os problemas relacionados a hérnia de disco. Enfim, é uma boa maneira de reduzir as dores nas costas.

Relevantes

Trabalhar com dropshipping para ganhar dinheiro vale a pena?

Se você está pensando em começar a trabalhar com o modelo de negócios de dropshipping,…

Saiba como ganhar dinheiro online com a Shopee

Recentemente, a plataforma de vendas shopee anunciou um programa inovador para gerar renda e como…

7 aplicativos para ganhar dinheiro assistindo a vídeos online

Se você está buscando uma maneira eficaz de ganhar dinheiro adicional na internet, existem aplicativos…

Ainda da para ganhar dinheiro com blog em 2023?

Bem-vindo a mais uma oportunidade de aprender como ganhar dinheiro online. Hoje, vamos mostrar-lhe uma…

Como ganhar dinheiro com marketing digital

Quer saber como você pode mudar de vida esse ano ainda? Então você está no…

Nós do site Coluna Saúde sempre recomendamos a busca por um especialista médico. Nosso intuito é apenas agregar informações.

© 2022 Coluna Tech – Todos os direitos reservados.