O que é bico de papagaio?

Você já ouviu falar na osteofitose? É bem provável que sim, mas a conhece por outro nome. Isso porque essa condição também é muito conhecida como bico de papagaio. Ele é uma alteração óssea que surge na coluna, mais especificamente nas vértebras. Nesse texto, você confere tudo sobre.

A condição, no geral, pode causar uma dor muito forte, além de formigamento nos braços ou nas pernas do paciente. O nome popular da osteofitose, bico de papagaio, surgiu com a forma que a condição cria na coluna, e pode ser vista pela radiografia.

O que é bico de papagaio?

Então, o paciente apresenta uma alteração óssea em formato de gancho, o que também é muito semelhante ao bico da ave conhecida como papagaio. Essa é uma condição que pode causar sintomas fortes, e que podem piorar com o tempo.

Entretanto, o bico de papagaio não tem cura, e ainda pode ficar cada vez pior. Sendo assim, é sempre importante buscar a ajuda de um profissional médico, que vai te guiar através do tratamento pra redução dos sintomas.

Dessa forma, o paciente vai conseguir obter uma melhora em sua qualidade de vida. Mas, para alcançar esse objetivo, pode ser preciso realizar sessões de fisioterapia, além do uso controlado de medicamentos analgésicos.

Conheça são os principais sintomas do bico de papagaio

A osteofitose, mais conhecida como bico de papagaio, pode causar diversos sintomas muito desagradáveis. E, como visto acima, tudo pode ser amplificado, já que a condição não tem cura, e acompanha o paciente pelo resto da vida. Os principais sintomas envolvem:

·        Dor forte localizada nas costas ou que irradia até à coxa, principalmente quando o paciente se movimenta;

·        Sensação de formigamento nas pernas quando se desenvolve na região lombar, ou nos braços, caso se localize na cervical;

·        Diminuição da força muscular e rigidez;

·        Limitação dos movimentos com a coluna.

Com a possibilidade de ser acometido por sintomas realmente desagradáveis, o paciente que desenvolve bico de papagaio realmente necessita procurar auxílio médico. Isso porque esses sintomas também podem ser oriundos de outras doenças osteoarticulares, em especial da coluna.

Por isso, é essencial ter o diagnóstico profissional. Apenas com o acompanhamento do seu médico ortopedista é que você terá a possibilidade de realizar um raio X da sua coluna, ou ainda uma ressonância magnética.

Sendo assim, esses exames de imagem vão auxiliar o profissional da saúde a entender como anda o desgaste do disco intervertebral. Além disso, ele poderá conferir como está a aproximação das vértebras, bem como a formação de proeminências na região lateral das vértebras.

Como o bico de papagaio se forma?

Em geral, essa condição tende a aparecer com maior frequência em pacientes com idades mais avançadas. Isso porque, ao longo da vida, o disco intervertebral costuma sofrer gestantes, aproximando as vértebras da coluna. Isso faz com que as bordas das vértebras formam os osteófitos, com o formato de gancho.

Outro ponto importante para o aparecimento do bico de papagaio em idosos, é que os anos de má postura podem influenciar no desgaste dos discos entre as vértebras. Sendo assim, o envelhecimento é a principal causa para a osteofitose.

Entretanto, ele não é o único. Isso porque a condição pode também aparecer por conta de problemas diversos, com as hérnias, escoliose, artrose, e ainda doenças autoimunes, como artrite reumatoide e espondilite anquilosante.

Mas, essas doenças costumam aparecer com maior frequência em pacientes acima dos 45 anos, por conta do desgaste natural da coluna. Porém, também é possível que o bico de papagaio seja visto em pessoas com excesso de peso, que não praticam atividade física, ou que já sofreram traumas na coluna.

Sendo assim, a melhor forma para se evitar a formação das estruturas que causam o bico de papagaio é através do monitoramento da sua coluna. A seguir, você confere mais informações sobre como prevenir o aparecimento da osteofitose.

Como prevenir o aparecimento do bico de papagaio?

Como visto acima, é preciso tomar conhecimento dos seus hábitos em relação às vértebras da coluna. Portanto, comece a adotar alguns hábitos de vida que vão te proteger com maior eficácia do aparecimento dessa doença. Além disso, toda a prevenção também evita diversas outras doenças na coluna. Conheça:

·        Manter uma alimentação balanceada;

·        Praticar exercícios físicos com regularidade;

·        Ingerir muita água durante o dia;

·        Não fumar;

·        Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas.

Além dessas dicas, também é possível se proteger do bico de papagaio ao evitar carregar muito peso, bem como cuidar da sua postura. É muito importante sentar de maneira correta, além de andar e dormir, durante o dia e a noite.

Como funciona o tratamento?

Como visto nesse texto, o bico de papagaio é uma condição que não possui cura. Entretanto, o seu ortopedista pode indicar tratamentos que vão aliviar a dor e os desconfortos causados pela doença. E existem diversos tipos de tratamento.

Os mais comuns possuem relação com o uso de medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios. Entre esses remédios, está o diclofenaco, que vai aliviar muito os sintomas, melhorando a qualidade de vida do paciente.

Como visto no tópico anterior, é importante focar na prevenção, que é muito mais eficiente do que o tratamento para o bico de papagaio. Sendo assim, cuide muito bem da sua postura durante todo o dia. A boa postura também evita o agravamento da doença.

Caso necessário, o paciente poderá ter sessões de fisioterapia para diminuir os sintomas. Em geral, as sessões são realizadas 4 vezes por semana, e ajudam a melhorar a postura e amenizar a dor. Existem ainda os casos mais graves, que podem precisar de cirurgia corretiva, caso o médico observe desalinhamento.

Por fim, também é possível realizar a diminuição dos sintomas do bico de papagaio através de bons descansos. Então, tire algumas horas do seu dia para descansar e aliviar as dores, além de evitar o agravamento. Em especial, é preciso descansar mais, caso a sua profissão exija maior esforço físico.

Outra forma de amenizar os sintomas da osteofitose é através do uso do calor. Isso porque alguns pacientes indicam melhorias no conforto, ao aplicar compressas quentes ou frias na zona afetada. Um bom banho morno também pode ser de grande ajuda.

Referencial bibliográfico:

BEM ESTAR. Dor nas costas: saiba como evitar e tratar. Disponível em: <https://g1.globo.com/bemestar/noticia/dor-nas-costas-saiba-como-evitar-e-tratar.ghtml>. Acesso em: 10 de abril de 2021.

BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE. Saúde da Coluna. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2116-saude-da-coluna>. Acesso em 5 de abril de 2021.

BLOG DA SAÚDE. Postura – Saiba como cuidar da saúde da coluna. Disponível em: <http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/53256-postura-saiba-como-cuidar-da-saude-da-coluna>. Acesso em 8 de abril de 2021.

DEFINO, Helton L; PUDLES, Edson; ROCHA, Luiz E. M (Orgs.). Coluna Vertebral: Lesões Traumáticas. Porto Alegre: Artmed, 2020.

KNOPLICH, José. Viva bem com a coluna que você tem. São Paulo: Ibrasa, 29ª edição, 2002.

MUNDO EDUCAÇÃO. Coluna Vertebral. Disponível em: <https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/coluna.htm>. Acesso em 10 de abril de 2021.

SILVA, Isabela C. S; D’Ippolito, Giuseppe; Rocha, Antonio José da. Coluna Vertebral. Rio de Janeiro: Elsevier; 1ª edição, 2011.

Relevantes

Trabalhar com dropshipping para ganhar dinheiro vale a pena?

Se você está pensando em começar a trabalhar com o modelo de negócios de dropshipping,…

Saiba como ganhar dinheiro online com a Shopee

Recentemente, a plataforma de vendas shopee anunciou um programa inovador para gerar renda e como…

7 aplicativos para ganhar dinheiro assistindo a vídeos online

Se você está buscando uma maneira eficaz de ganhar dinheiro adicional na internet, existem aplicativos…

Ainda da para ganhar dinheiro com blog em 2023?

Bem-vindo a mais uma oportunidade de aprender como ganhar dinheiro online. Hoje, vamos mostrar-lhe uma…

Como ganhar dinheiro com marketing digital

Quer saber como você pode mudar de vida esse ano ainda? Então você está no…

Nós do site Coluna Saúde sempre recomendamos a busca por um especialista médico. Nosso intuito é apenas agregar informações.

© 2022 Coluna Tech – Todos os direitos reservados.