O que é protusão discal?

Quem nunca teve um dia exaustivo, seja por conta do trabalho ou até mesmo em decorrência da academia, e chegou em casa com dores nas costas, não é mesmo? Essa situação não é tão incomum, e as dores podem ser tanto passageiras quanto sintomas de algo maior. E é justamente por isso que você precisa saber o que é a protusão discal.

O fato é que a nossa coluna possui uma estrutura relativamente complexa. É ela quem dá sustentação e permite que sejamos capazes de movimentar os nossos membros superiores e inferiores. Sendo assim, qualquer dor um pouco mais intensa no decorrer da coluna já é uma preocupação e tanto.

Acontece que existem várias doenças e condições patológicas que atingem a nossa coluna e algumas de suas regiões. Muitas delas são caracterizadas justamente pela incidência de dor, o que torna bastante difícil, em alguns casos, quando ainda não há um diagnóstico médico, diferenciá-las.

Neste artigo, você irá aprender um pouco mais sobre o que é a protusão discal e, também, as principais características dessa doença. A diferença dela para a hérnia de disco, as possíveis causas e tratamentos existentes serão assuntos que também serão abordados no decorrer do texto.

Dito isso, pegue logo o seu caderno de anotações ou abra o bloco de notas do seu celular e venha conferir um pouco mais sobre o assunto:

Mas afinal de contas, o que é a protusão discal?

Antes mesmo de saber o que é a protusão discal, você precisa entender que a nossa coluna vertebral conta com discos intervertebrais dispostos ao longo de toda sua extensão. Esses discos são estruturas fibrosas que ficam localizados entre as vértebras e que ajudam na absorção de impactos na coluna e asseguram a mobilidade.

Dito isso, saiba que a protusão discal é uma doença que atinge justamente essa estrutura do corpo. Se trata de uma distensão ou mudança de forma do disco vertebral por conta do seu achatamento ou abaulamento, os quais podem ser decorrentes de diversas razões naturais.

O que é protusão discal

O fato é que a nossa coluna sofre com pressões frequentes contra o disco. Com o passar do tempo, devido ao desgastamento e envelhecimento natural, esses discos podem acabar ficando mais fracos e, assim, há uma mudança em relação a sua forma e altura, o que faz com que haja um deslocamento.

Quando o disco se desloca do local de origem e o anel fibroso é empurrado, é formada uma dilatação. É justamente essa dilatação que forma uma certa protuberância, ou seja, define a protusão discal. Quando isso acontece, o disco pode acabar sendo pressionado e atingindo raízes e ligamentos, causando dores na região.

Quais são os principais sintomas da protusão discal?

Os sintomas da protusão discal costumam variar justamente de acordo com a posição do disco afetado na coluna vertebral. De toda forma, quando falamos dessa doença, uma coisa é certa: haverá dores. Essas dores, inclusive, podem piorar conforme realizamos algumas ações simples e involuntárias.

As dores causadas pela protusão discal aumentam quando a pessoa tosse, espirra ou tem outro tipo de espasmo que atinge a musculatura das costas. No entanto, os sintomas não param por aí. Pacientes com essa doença também podem relatar dormências, formigamentos e irradiação da dor para os membros inferiores.

Isso acontece quando o disco acaba pressionando as raízes nervosas vertebrais, o que pode resultar no enfraquecimento da parte inferior do nosso corpo. Vale ressaltar ainda que, como os discos estão espalhados por toda a coluna vertebral, a protusão discal pode atingir partes superiores também, como a cervical.

Nesses casos, os principais sintomas de dores se concentram em outras partes do corpo, como os braços, ombros, pescoço, dedos e até mesmo o rosto. Em casos mais graves, há ainda a limitação de movimentos. Já na protusão discal torácica, os sintomas atingem o meio das costas, causando dores nas costelas, por exemplo.

Quais são as causas da protusão discal?

Como já citado anteriormente, a protusão discal está associada justamente ao envelhecimento natural, por conta do desgaste dos discos e articulações com o passar dos tempos. Ainda assim, pessoas que sobrecarregam a coluna vertebral de forma mais constante costumam estar mais suscetíveis a essa doença.

Existem ainda outros fatores de risco que podem contribuir para a formação da protusão discal. Hábitos nocivos como fumar e levar uma vida sedentária são alguns deles. A má postura e o levantamento de peso em excesso também. Vale ressaltar ainda que a disposição genética também está diretamente relacionada com essa condição.

No entanto, de uma forma geral, pode-se dizer que a protusão discal pode ser causada por diversos fatores. Motoristas que passam horas e horas sentados, pedreiros que precisam ficar se inclinando em alguns espaços, e pessoas que trabalham com a movimentação manual de cargas estão mais suscetíveis à essa doença.

Vale ressaltar também que a protusão discal pode ser causada por acidentes ou traumas, e não pelo desgaste por envelhecimento. Da mesma forma, pessoas que costumam realizar exercícios físicos mais intensos de maneira errônea e sem acompanhamento profissional, também podem desenvolver a doença.

O que diferencia a hérnia de disco da protusão discal?

O fato é que, como ambas as doenças causam dores na região da coluna, muitas pessoas acabam confundindo a hérnia de disco com a protusão discal. É importante que, para ter um diagnóstico concreto e assertivo, o paciente procure por um médico ortopedista, o qual poderá passar as melhores orientações.

De uma maneira geral, pode-se dizer que o que diferencia a protusão discal a hérnia de disco é que, na primeira, não há o rompimento do anel fibroso. Como já citamos anteriormente, a protusão causa uma certa protuberância que resulta no deslocamento e, então, na possível compressão de raízes.

Já na hérnia de disco, o processo envolvendo o anel fibroso vai além e ele não apenas se desloca como, também, se rompe. Sendo assim, pode-se afirmar que toda hérnia de disco em algum momento já foi uma protusão discal, mas isso não significa que uma protusão discal venha necessariamente a se transformar em uma hérnia de disco.

Vale ressaltar ainda que o que faz com que muitas pessoas confundam as doenças é o fato de que as dores podem ser semelhantes. Isso porque, como já citado anteriormente, ambas atingem a coluna vertebral.

Quais são os tratamentos para a protusão discal?

Existem diversos tipos de tratamentos para a protusão discal. O importante, no entanto, é que eles sejam realizados logo após o diagnóstico da doença, o quanto antes. Isso porque, se não tratada, essa condição pode acabar piorando e evoluindo para uma hérnia de disco.

Um dos principais tratamentos para pessoas com protusão discal é a fisioterapia. Nela, poderão ser adotadas diferentes estratégias, as quais se assemelham justamente pela prática que leva ao fortalecimento das estruturas musculoesqueléticas, amenizando as dores e fortalecendo o corpo.

A adoção de hábitos mais saudáveis também é uma forma de tratamento. Evitar o carregamento de pesos e a sobrecarga na coluna vertebral e tomar um maior cuidado com relação a postura são alguns pontos a serem levantados.

Vale ressaltar ainda que a protusão discal pode ser tratada com o uso de medicamentos que ajudam a aliviar a dor. O ideal é que eles sejam utilizados paralelamente a práticas de fisioterapia. Em alguns casos, é possível realizar ainda cirurgias para pacientes com a doença.

Relevantes

Trabalhar com dropshipping para ganhar dinheiro vale a pena?

Se você está pensando em começar a trabalhar com o modelo de negócios de dropshipping,…

Saiba como ganhar dinheiro online com a Shopee

Recentemente, a plataforma de vendas shopee anunciou um programa inovador para gerar renda e como…

7 aplicativos para ganhar dinheiro assistindo a vídeos online

Se você está buscando uma maneira eficaz de ganhar dinheiro adicional na internet, existem aplicativos…

Ainda da para ganhar dinheiro com blog em 2023?

Bem-vindo a mais uma oportunidade de aprender como ganhar dinheiro online. Hoje, vamos mostrar-lhe uma…

Como ganhar dinheiro com marketing digital

Quer saber como você pode mudar de vida esse ano ainda? Então você está no…

Nós do site Coluna Saúde sempre recomendamos a busca por um especialista médico. Nosso intuito é apenas agregar informações.

© 2022 Coluna Tech – Todos os direitos reservados.